Aplicativo da Central de Intermediação em Libras traz novo serviço com orientações sobre COVID-19

Aplicativo da Central de Intermediação em Libras traz novo serviço com orientações sobre COVID-19

Por meio da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência (SMPED), a Prefeitura de São Paulo desenvolveu um serviço dentro do aplicativo da Central de Intermediação em Libras (CIL) que disponibiliza informações sobre o novo coronavírus em libras para ajudar quem necessita desse serviço.

#descriçãodaimagem: plano de fundo na cor azul claro. Ilustração do lado esquerdo de um celular, com a tela aberta com o logo da CIL e um ícone com uma seta indicando o download. Lado direito o texto: Faça o Download. Dois ícones indicando as marcas: Google Play e App Store - abaixo o texto: Do seu aplicativo. No centro, lado direito: o logo da CIL e Prefeitura de São Paulo - Pessoa com Deficiência. Próximo do rodapé: Texto: e tenha suporte na intermediação em Libras nos serviços públicos da cidade de São Paulo. Links para baixar o aplicativo no rodapé.

A CIL funciona 24 horas, todos os dias da semana. Ao realizar a chamada, o intérprete saberá mais sobre a Covid-19 e esclarecerá todas as dúvidas sobre o vírus para quem ligar.

O aplicativo também foi desenvolvido para os servidores públicos municipais, que poderão baixá-lo em seus smartphones e usá-lo para atender cidadãos que só se comunicam em Libras.

Além das orientações sobre o novo coronavírus, a plataforma oferece serviços de Emergências (Polícia 190, SAMU 192, Bombeiros 193); Segurança (Delegacia de Polícia da Pessoa com Deficiência, Central de Atendimento a Mulher 180, Disque Denúncia, Disque 100 Direitos Humanos); e Serviços (SP156, Procon, INSS).

#descriçãodaimagem: Foto de uma sala com paredes brancas e cortina transparente, onde estão duas mulheres sentadas uma de frente para a outra separadas por uma mesa branca conversando em Libras.

Diversas entidades públicas já aderiram ao app

Vários equipamentos públicos já contam com o sistema da CIL, e desde o início deste ano, foi instalado Postos de Atendimento Presencial em onze hospitais municipais da capital, além de UBSs, UPAs, CRAS, CREAs, SPTrans e outros.

“O objetivo da CIL é promover a autonomia das pessoas com deficiência auditiva. A SMPED tem um papel fundamental de garantir o cumprimento dos direitos e inclusão das pessoas com deficiência, sempre contando com o apoio da comunidade surda, para que o serviço seja referência nacional, como um dos melhores do país, por isso, estamos em constante aprimoramento”, destaca o Secretário Municipal da Pessoa com Deficiência, Cid Torquato.

Para fazer o download gratuito da plataforma, basta acessar a CIL - SMPED disponível gratuitamente para celulares e tablets Android ou IOS e computadores, via website.

Depois, preencher alguns dados e esperar o programa ser iniciado. Quando acionado, o serviço faz a mediação entre o surdo e o intérprete.

A pessoa com deficiência e o coronavírus

Segundo o censo do IBGE, revisto em 2017, a cidade de São Paulo tem mais de 120 mil surdos. Para a relatora da ONU, Catalina Devandas, os governos devem ter uma preocupação maior com essas pessoas, principalmente por causa da discriminação estrutural a que estão sujeitas.

#descriçãodaiamgem: foto de uma mulher branca com cabelo castanho na altura do pescoço e camiseta preta, olhando para esquerda e utilizando uma máscara descartável. Ao fundo está uma parede amarela.

“Para enfrentar a pandemia, é crucial que as informações sobre como prevenir e conter o coronavírus sejam acessíveis a todos”, disse a especialista.

A pessoa com deficiência é um segmento da população sujeito a maior risco, principalmente, em razões de fragilidades físicas.

A Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência afirmou que está seguindo as diretrizes recomendadas pela OMS e o Ministério da Saúde, quais sejam de evitar aglomeração de pessoas, cuidar dos mais vulneráveis, reforçar higiene pessoal e dos ambientes. A SMPED também está divulgando vídeos com orientações sobre como se proteger.

“Pessoa com deficiência também está no grupo de risco, e estamos preocupados, mantemos vários serviços primordiais que atendem a essa população e estamos trabalhando para divulgar formas de prevenção e manter essas pessoas bem informadas”, declarou o Secretário Municipal da Pessoa com Deficiência, Cid Torquato.

O Instituto Hippocampus de Psicologia não só entende a gravidade da pandemia, como adere à campanha #FiqueEmCasa e continua trabalhando para criar uma sociedade mais justa para as pessoas com deficiência. Acesse nosso site e conheça mais sobre os nossos serviços.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *