Como o teletrabalho pode ampliar a inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho

O Covid-19 chegou e abalou todo o mundo, todos tiveram que se adaptar e se refazerem, mas se por um lado a pandemia trouxe problemas para a economia, causou milhões de mortes e mudou totalmente o cenário, ela possibilitou que mudanças ocorressem rapidamente e que assuntos antes esquecidos, fossem debatidos.

 

#descriçãodaimagem: na fotografia temos uma escrivaninha contendo um caderno, um porta-lápis cheio de lápis, um celular, um computador, uma caneca verde e uma luminária. No computador temos a imagem de uma vídeo chamada que está acontecendo, na qual nove pessoas de etnias diferentes estão em contato.

A pandemia mostrou como apesar de toda a fragilidade que passamos, a bondade e solidariedade ainda existem, mostrou que a inovação é uma excelente aliada de todos e principalmente, ela fez da tecnologia nossa maior ferramenta. E com isso, o teletrabalho ou home office, se tornar tendência positiva em amplo crescimento e forte aliado para a inclusão profissional de pessoas com deficiência.

 Mas, o que é o teletrabalho?

O do inglês, ‘Home Office’, em tradução literal, escritório em casa, é a forma de prestar serviço fora de um escritório ou repartição da empresa por meio de tecnologias como vídeo chamada, Skype, webinar e etc. Com o teletrabalho o profissional não fica mais restrito em um espaço físico, podendo trabalhar de sua casa sem prejuízo ao contrato de trabalho. Leis trabalhistas ainda vigoram da mesma maneira e novas regulamentações estão sendo criadas. Tendo em vista a atualidade e a tecnologia, o teletrabalho é um fenômeno da evolução do ambiente profissional e do homem moderno.

Teletrabalho como melhor opção para as pessoas com deficiência

Quando uma empresa contrata uma pessoa com deficiência ela precisa fazer algumas adaptações, com o teletrabalho e a flexibilidade de espaço e horários, fica muito mais fácil para a empresa contratar um deficiente, já que esse pode trabalhar direto de sua casa, ou em estações de trabalho próprios como os oferecidos pelo Instituto Hippocampus de Psicologia.

A contratação em home office evita as dificuldades diuturnas e rotineiras, tornando o trabalho mais fluido, rápido e acessível. E mesmo com o teletrabalho, o portador com deficiência ainda tem contato com diferentes pessoas e frequenta a empresa semanalmente ou de acordo com o combinado.

Maiores dificuldades das empresas ao contratar uma pessoa com deficiência

Dentre as maiores dificuldades para a contratação de deficientes estão a falta de acessibilidade, preparo da empresa e principalmente profissionais de recrutamento com pouco conhecimento na gestão de diversidade.

Por isso, é importante sempre se atentar durante todo o processo para que não haja problemas futuros, conte com uma equipe especializada com profissionais treinados para realizar o processo seletivo.

 Vantagens para as empresas

As vantagens de se contratar em regime de teletrabalho são muitas, e entre elas está o maior aproveitamento do tempo e das capacidades das pessoas com deficiência, na economia que a empresa faz com a diminuição de profissionais nos escritórios. E o aumento notável na qualidade do trabalho tendo em vista que há a maior flexibilidade e conforto para se executar uma tarefa e o que traz retornos positivos.

Recrutamento e seleção remoto e inclusivo

O recrutamento remoto é mais fácil e rápido, mas apesar disso, alguns cuidados devem ser tomados na hora da divulgação da vaga.

Você precisa garantir que a postagem tenha acessibilidade, se a vaga não tiver, talentos podem ser perdido por não conseguiram acessar a vaga. Se testes psicotécnicos ou conhecimentos específicos fazem parte do processo seletivo, realize adaptações para que ele possa ser entendido e realizado da melhor forma possível para todas as pessoas.

As perspectivas para o futuro do teletrabalho

O home office se mostrou amplamente aplicável e benéfico para as empresas e seus funcionários, principalmente para os deficientes. O que vinha em crescimento lento e tímido, se tornou em questão de meses uma tendência mundial em constante ascensão e melhoria.

O teletrabalho é um dos principais meios que faz o portador de deficiência deixar de apenas depender da sociedade e se tornar um contribuidor social, ajudando com o desenvolvimento social e passando a influenciar ainda mais positivamente a sociedade.

Mas para que sua empresa conquiste todos os benefícios que o teletrabalho oferece, você precisa contar com uma seleção de excelência personalizada e focada em descobrir talentos, assim como possa também oferecer o treinamento necessário e até, estações de trabalho com todas as adaptações necessários que só o Instituto Hippocampus de Psicologia pode oferecer.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.