Inclusão de Deficientes no Mercado de Trabalho

Inclusão de Deficientes no Mercado de Trabalho

Nos dias de hoje, a sociedade está cada vez mais consciente da importância de incluir pessoas com deficiência nas mais diversas áreas de convívio social. Sobretudo quando se trata de inclusão de deficientes no mercado de trabalho. Afinal, todos nós sabemos o quanto pessoas com deficiência quando inseridas nesse meio elevam a autoestima.

Isso porque toda pessoa com deficiência que possui um trabalho remunerado. passa a se sentir mais independente. Isso vale tanto para a questão do desenvolvimento de novas habilidades quanto para questão financeira. Uma vez que elas podem contar com seu próprio dinheiro.

Por isso, preparamos esse artigo sobre a importância da inclusão de deficientes no mercado de trabalho. Com o intuito de trazer mais informações sobre o universo da inclusão. Acompanhe artigo e saiba como funciona a inserção de pessoas com deficiência no mercado de trabalho.

Lei de Cotas para Deficientes no Mercado de Trabalho

Ao falar sobre inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho é importante salientar que existe uma lei que assegura esse direito aos portadores de todo tipo de deficiência.

É a lei 8.213/91. Esta lei foi instituída em Julho de 1991, a fim de assegurar que pessoas portadoras de todo tipo de deficiência tivessem lugar garantido no mercado de trabalho.

De acordo com ela empresas que possuem mais de 100 funcionários são obrigadas a reservar de 2% a 5% de suas vagas para deficientes.

Vale lembrar também, que as pessoas com deficiência contratadas pela empresa devem usufruir dos mesmos direitos e benefícios dos demais funcionários.

Caso isso não ocorra, pode-se configurar um quadro de discriminação. O que por sua vez acarretaria uma série de problemas para empresa contratante.

Além disso, a empresa deve garantir total acessibilidade ao deficiente que contratar. Isto é, a empresa deve estar toda adaptada para receber portadores de necessidades especiais.

Isso significa que se empresa contratar um cadeirante, ela deve se atentar a fornecer adaptações de porta, banheiro e mesa de trabalho, por exemplo.

Como Funciona a Inserção de Deficientes no Mercado de Trabalho

Pode-se dizer que o ato de incluir na prática pessoas com deficiência no mercado de trabalho, é algo extenso, mas completamente realizável.

Porque basta que proprietários e gestores de empresas tenham em mente tal importância e tomem as medidas necessárias para que a contratação de deficientes se torne efetiva.

Tais medidas são formadas por um conjunto de fatores que devem ser levados em consideração no momento da abertura de empresa. Veja abaixo exemplos de medidas que devem ser tomadas ao se contratar um deficiente:

  • Adaptação do local de trabalho: a empresa deve estar preparada para receber os deficientes adaptando banheiros portas e mesas de trabalho no caso dos cadeirantes

E também realizar possíveis adequações para demais deficiências, por exemplo a implantação de linguagem de libras para deficientes auditivos;

  •  Conscientização interna: a empresa deve preparar não somente sua estrutura, mas também todo o seu time de funcionários para receber portadores de necessidades especiais para convívio na organização.

Dessa forma, cabe a empresa realizar palestras inclusivas para conscientizar os demais funcionários da importância de receber pessoas com deficiência para conviver no local de trabalho. As palestras podem ser realizadas pela equipe de RH da empresa.

Uma empresa preocupada com inclusão ganha maior visibilidade positiva perante clientes, perante a mídia e até mesmo perante os concorrentes. Pois todos nós sabemos que não se trata apenas do cumprimento de uma lei. Mas principalmente de um ato de amor e solidariedade.

Compartilhe o artigo e ajude mais pessoas a terem consciência da importância da inclusão de deficientes no mercado de trabalho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *